Pular para o conteúdo principal

Postagens

Acompanhe a postagem de hoje em nosso novo endereço https://cardapiogourmet.wordpress.com/

mudamos de endereço, mas continuamos a publicar dicas de culinária, receitas consagradas e receitas originais. siga-nos em https://cardapiogourmet.wordpress.com/
Postagens recentes
Estamos mudando o blog de endereço. visite-nos e passe a acompanhar as dicas de culinária no site https://cardapiogourmet.wordpress.com/


Receita de Festival de panquecas

O que encanta aos olhos aguça o paladar. O colorido faz diferença para escolher e melhora a percepção geral da comida.
Prepare a massa como está acostumado. Eu uso 1 xícara de farinha. 1 de leite, um pouco de sal, um ovo, uma colher de óleo e orégano, para dar um gostinho na massa. Pode dividir em três e agregar um pouco de cenoura numa, beterraba na outra e beterraba na terceira. fica muito bom também com farinha integral.
Recheios de acordo com a imaginação. Aqui usei espinafre com ricota e guisado. Aliás, guisado para rechear panqueca não é seco como para rechear pastel, tem que ser molhadinho! Outras opções: frango desfiado, queijo(s), linguiça, coração de frango picado miúdo, bacon bem sequinho, pimentões refogados, etc, etc, etc...
Para combinar, a sobremesa pode ser panquecas doces, misturando banana ou outras frutas à massa e criando recheios como maçã com canela, morangos...
O toque final vem do molho. além do tradicional vermelho, alterne com branco, quatro queijos ou doces…

Como fazer chuletinhas de porco que não fiquem secas

Para quem pensa que fazer uma chuletinha de porco é simples, algumas dicas. a primeira: NÃO É! Tempere a chuleta com sal, pimenta do reino, sálvia hortelã, manjericão, alho, aipo, limão e tempero verde, um pouco de cada, para não mascarar o sabor do prato, conforme já explicamos.
Na hora de fritar, coloque uma quantidade regular de óleo (5 mm) na frigideira. aqueça o óleo para "selar" a chuleta, evitando que resseque. Não se come porco mal passado, mas "esturricado" também não é bom. Deve ficar douradinho por fora e suculento por dentro. Nas primeiras vezes que fizer, finque com o garfo para ver se sai "vermelho" o caldo, mas, depois, evite fazê-lo, para não ressecar. Tampe a frigideira, para evitar o caos no fogão e arredores. Fogo sempre alto!



Você decide... isto vai se transformar em um strogonoff, uma lasagna ou um escondidinho?

Este preparado de corações de frango cortados ao meio e limpos, depois refogados e incorporados a este molho serve como base para preparação de vários pratos. Além dos citado no título, pode ser base para um risoto de coração, ou, se retirado o molho e picado mais miúdo, recheio de panqueca ou pastel. O importante, é ter criatividade e saber usar bem os temperos. Aqui usamos manjerona, manjericão, hortelã, aipo, cominho, orégano, pimenta vermelha (moderada), tempero verde, aipo, sálvia, um pouco de sal e de molho shoyu. Nada deve sobressair ou mascarar o gosto do ingrediente principal, mas ressaltá-lo. Este o papel dos temperos: aguçar as papilas gustativas para que captem melhor o sabor principal. Como cada tipo de sabor é percebido por uma parte da língua, os temperos devem aguçar aquilo que pretendemos que se sinta mais o sabor, por isso varia de prato para prato.

OMELETE, RÁPIDO E GOSTOSO, MAS TEM SEUS TRUQUES!

Fazer omelete é simples, mas fazer "A" omelete não é tão fácil. Tem alguns truques:
- O ideal é fazer omeletes de 2 ovos. Rende mais e cozinha fácil.
- Mesmo sendo de antiaderente, "lubrifique" a omeleteira com um mínimo de óleo vegetal.
- Bata as claras e acrescente gemas e temperos ao final misturando e levando imediatamente à omeleteira para não "murchar". Para não perder tempo, eu acrescento sal e temperos às gemas antes, e os demais ingredientes à omeleteira. Neste caso, primeiro as cebolas em rodelas, depois o bacon e o queijo por cima deste. A mistura de ovos e temperos completa o prato.
- Comece com fogo alto, mas baixe em seguida. abra, se tiver dúvida no ponto de virar, mas se acostume e evite, para ficar mais fofinha.
- Sirva e coma em seguida. Pode ser acompanhada de uma salada verde ou arroz, se preferir.
- Omelete sem temperos não fica bem. Os melhores são orégano, alecrim, manjericão, pimenta do reino e sal, mas a criatividade é o limite.

PRESUNTO CARAMELADO

Bom dia, não é porque não é Natal que temos que nos privar das delícias das festas de fim de ano. Aqui ensino a fazer o Presunto Caramelado.
Uso o presunto normal que se fatia nos supermercados, mas a peça inteira.
Desenhe os quadriculados na parte que ficará para cima. Deixe dormir de molho em vinho tinto (ou branco, se preferir), com o quadriculado para baixo. No dia seguinte, vire para cima. Use cravos da Índia, se gostar. Aqui a encomenda era sem cravos. Asse por 30 minutos em forno forte. Regue com o vinho da forma. Acrescente mais se necessário. Asse mais 30 minutos, regando a cada 15 minutos. Depois, dissolva açúcar mascavo em vinho e regue o presunto, cuidando para não ficarem grumos do açúcar. Leve ao forno mais 30 minutos, regando a cada 10 minutos. Sirva acompanhado de compotas, como cereja, abacaxi, pêssego e figos e, se quiser, fios de ovos.
Bon apetit!